Ao adquirir um apartamento, nem sempre o condômino deve achar que as garantias do imóvel dadas pela construtora ou fornecedores devem ser as únicas preocupações que se deve ter na conservação interna e externa do empreendimento. Muitas ações devem ser praticadas pelo dono, até mesmo para que essas garantias tenham validade quando necessárias sua aplicação.



Pisos e revestimentos cerâmicos, azulejos, porcelanato, mármores e granitos não devem ser escovados com vassoura piaçava e similar, ou usados produtos químicos que contenham ácido, como água sanitária. Essa prática provoca danos que causam problemas estéticos (retirar o brilho) do material e infiltrações. Ao contrário do que se fala, não é necessário o aperto demasiado das torneiras, pois danifica sua vedação e causa vazamentos. Jogar no vaso objetos estranhos, principalmente os que não são biodegradáveis, como papéis higiênicos e absorventes origina danos à tubulação.



Como itens de segurança, os registros e disjuntores devem ser usados sempre que necessários. Se sair em viagem ou levar algum tempo fora do imóvel é recomendado fechar e desligá-los, respectivamente. Caso não possua conhecimento, não tente resolver pessoalmente problemas referentes à parte hidráulica ou elétrica do imóvel. Tubo de água perfurado? Feche imediatamente o registro até a chegada de um profissional capacitado para solucionar o problema. Essa postura se aplica também aos disjuntores, que podem desligar automaticamente, mas não ocorrendo, dever ser feito manualmente.



Para portas e janelas de sua unidade realize a cada seis meses uma revisão e lubrificação dos rodízios, dobradiças e fechaduras. Procure adotar medidas de proteção nas janelas, sempre de acordo com a convenção de condomínio. Para uma bem sucedida instalação de armários, é imprescindível verificar locais que passam tubulação de água e energia. O ideal é solicitar a administração a planta do prédio. Caso não seja possível, o profissional deve ter o máximo de cuidado.

A fachada e as paredes internas e externas devem ser repintadas, pelo menos, a cada três anos, quando também devem receber tratamento de reparação de eventuais fissuras. Esse tempo também se aplica na revisão do rejuntamento das pastilhas de fachada o que evita a desvalorização do seu imóvel e do prédio como um todo, impedindo desgaste acelerado dos produtos.

Os pára-raios e equipamentos de alarme e segurança devem receber uma manutenção periódica indicada pelo fabricante. Nos elevadores, evite brincadeiras, pulos ou movimentos bruscos. Respeite e exija que respeitem a capacidade máxima de transporte. Um aviso importante é para aqueles que nunca tiveram a necessidade de usar um extintor de incêndio e acham que todos são iguais e de mesma utilidade. Porém há diferenças. Existem os que são carregados com água, dióxido de carbono, espuma ou pó, e até com agentes especiais. No rótulo é possível visualizar a informação referente à recarga do extintor e onde não devem ou aonde é proibido o seu uso.

Ficam aqui as principais dicas de manutenção para as áreas internas e externas do seu apartamento.

*Fotos meramente ilustrativas

Av. Antônio Carlos Magalhães, 771 - 17º andar
Itaigara - Salvador, Bahia - Cep: 41825-000
Tel: 71.3505-0202 - Fax: 71.3505.0207