A POTENCIAL Pesquisa divulga seu mais recente estudo sobre o segmento imobiliário realizado junto à população da capital baiana, que identifica a intenção de compra para os próximos cinco anos. A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 24 de maio com 402 entrevistadas, todos maiores de 18 anos, de ambos os sexos, diferentes classes sociais, com alguma renda mensal. A amostra foi distribuída proporcionalmente entre 17 e 18 regiões (administrativas) de Salvador.

Além disso, a empresa apresenta alguns resultados do projeto “Minha Casa é a Minha Cara”, realizado em parceria com a ADEMI-BA. Trata-se de um questionário hospedado no hotsite do Salão de Negócios Imobiliários da Bahia respondido espontaneamente pelos internautas que permite identificar o modelo do empreendimento que estes estão em busca.

De acordo com o estudo, desenvolvido pela empresa, aproximadamente 25% das famílias soteropolitanas possuem planos de nos próximos cinco anos adquirir algum imóvel, seja para mudar de residência, veraneio ou investimento. Destes, quase 50% têm intenção de fazer esta compra nos próximos dois anos, o que significa pouco mais de 10% das famílias soteropolitanas. “Estes números permitem projetar uma demanda potencial teórica entre 30 e 40 mil famílias por ano”, completou José Carlos Martins, sócio da Potencial Pesquisa.

Já o projeto “Minha Casa é a Minha Cara” identificou que mais de 75% das pessoas que responderam as perguntas buscam por apartamento, enquanto cerca de 22% procuram por uma casa. Aqueles que buscam por um apartamento priorizam alguns itens de infraestrutura como salão de festas (70,7%); piscina para adulto (63,8%); playground (60,3%); academia (55,2%); parque infantil (50,0%); churrasqueira (43,1%); piscina infantil (41,4%); os demais itens citados foram: quadra de esportes (38,0%); espaço gourmet (29,3%); quiosque (29,3%); salão de jogos (29,3%); sauna (12,1%); deck molhado (8,6%); home cinema (6,9%) e SPA com hidromassagem (6,9%). Identificou-se também que a maior procura é por imóvel de dois quartos (48%), seguido por três quartos (36,0%).

Comparando informações de maio de 2011 com a pesquisa realizada em novembro de 2010, também realizada pela POTENCIAL, houve um aumento de cinco pontos percentuais de famílias que pretendem comprar imóvel nos próximos cinco anos. Este crescimento se deu, principalmente, pelas mudanças implementadas pelo Governo Federal no programa Minha Casa, Minha Vida. Metade das famílias que mostram intenção de compra pertencem à classe C.

A pesquisa mostrou ainda os principais lugares onde as famílias soteropolitanas pretendem comprar imóvel: 20% têm planos de adquirir fora da cidade, sendo mais da metade em Lauro de Freitas. Em Salvador, os bairros mais desejados foram: Paralela/Imbuí (16,7%), Pituba (13,6%), Brotas/Vila Laura (12,6%), Itapuã (7,8%), Cabula (6,9%), Costa Azul (6,9%), Uruguai (6,9%), Pau da Lima (5,9%) e Liberdade (3,9%). Os resultados expressos acima convergem com os resultados do projeto “Minha Casa é a Minha Cara”. Quase 82% dos internautas que responderam às perguntas no hotsite do Salão buscam por um imóvel da cidade de Salvador e os bairros mais procurados são: Costa Azul (28,6%); Pituba (25,4%), Brotas (20,6%); Paralela (17,5%), Cabula (14,3%), Imbuí (12,7%), Itaigara (9,5%), entre outros. Observam-se bairros avaliados com um alto vetor de crescimento na região da Paralela e Imbuí.

No estudo, também é possível conferir os bairros desejados de acordo com a quantidade de quartos. A pesquisa continuará no hotsite do Salão de Negócios Imobiliários da Bahia gerando informações. Mais detalhes sobre este e outros estudos realizados pela POTENCIAL Pesquisa estão disponíveis no site www.salaoimobiliariodabahia.com.br.

Fonte: Stand de Vendas

Av. Antônio Carlos Magalhães, 771 - 17º andar
Itaigara - Salvador, Bahia - Cep: 41825-000
Tel: 71.3505-0202 - Fax: 71.3505.0207